Páginas

quinta-feira, 8 de julho de 2010

POEMAS

LEILÃO DE JARDIM

QUEM ME COMPRA UM JARDIM COM FLORES?
BORBOLETAS DE MUITAS CORES,
LAVADEIRAS E PASSARINHOS,
OVOS VERDES E AZUIS NOS NINHOS?
QUEM ME COMPRA ESTE CARACOL?
QUEM ME COMPRA UM RAIO DE SOL?
UM LAGARTO ENTRE O MURO E A HERA,
UMA ESTÁTUA DA PRIMAVERA?
QUEM ME COMPRA ESTE FORMIGUEIRO?
E ESTE SAPO, QUE É JARDINEIRO?
E A CIGARRA E A SUA CANÇÃO?
E O GRILINHO DENTRO DO CHÃO?
(ESTE É MEU LEILÃO!)
________________________________________________
COLAR DE CAROLINA

COM SEU COLAR DE CORAL,
CAROLINA
CORRE POR ENTRE AS COLUNAS
DA COLINA.
O COLAR DE CAROLINA
COLORE O COLO DE CAL,
TORNA CORADA A MENINA.
E O SOL, VENDO AQUELA COR
DO COLAR DE CAROLINA,
PÕE COROAS DE CORAL, NAS COLUNAS DA COLINA”.
                                    ________________________________________________
                                                             O MOSQUITO ESCREVE

O MOSQUITO PERNILONGO
TRANÇA AS PERNAS, FAZ UM M,
DEPOIS, TREME, TREME, TREME,
FAZ UM O BASTANTE OBLONGO,
FAZ UM S.
O MOSQUITO SOBE E DESCE.
COM ARTES QUE NINGUÉM VÊ,
FAZ UM Q,
FAZ UM U, E FAZ UM I.
ESTE MOSQUITO
ESQUISITO
CRUZA AS PATAS, FAZ UM T.
E AÍ,
SE ARREDONDA E FAZ OUTRO O,
MAIS BONITO.
OH!
JÁ NÃO É ANALFABETO,
ESSE INSETO,
POIS SABE ESCREVER SEU NOME.
MAS DEPOIS VAI PROCURAR
ALGUÉM QUE POSSA PICAR,
POIS ESCREVER CANSA,
NÃO É, CRIANÇA?
E ELE ESTÁ COM MUITA FOME”.
__________________________________________
A CACHORRINHA

MAS QUE AMOR DE CACHORRINHA!
MAS QUE AMOR DE CACHORRINHA!
PODE HAVER COISA NO MUNDO
MAIS BRANCA, MAIS BONITINHA
DO QUE A TUA BARRIGUINHA
CRIVADA DE MAMIQUINHA?
PODE HAVER COISA NO MUNDO
MAIS TRAVESSA, MAIS TONTINHA
QUE ESSE AMOR DE CACHORRINHA
QUANDO VEM FAZER FESTINHA
REMEXENDO A TRASEIRINHA?”
___________________________________________
O BANHO DO URUBU

O URUBU NÃO VIU A CHUVA.
NUMA DESSAS TARDE CINZA
FICOU VOANDO NO CÉU
IMITANDO UM PLANADOR
ATÉ QUE A CHUVA CAIU
E O URUBU SE MOLHOU.
FICOU BASTANTE ENSOPADO
MAS SENDO UM BOM VOADOR
VOOU PARA UM VELHO TRONCO
SUAS ASAS ESTICOU
PARECIA QUE MEDIA
O GALHO ONDE ELE POUSOU.
FICOU LÁ UM TEMPÃO
USANDO O SOL SECADOR
SEMPRE MUITO ELEGANTE
EM SEU UNIFORME PRETO
SECANDO BEM SUAS PENAS
E AO VER COMIDA VOOU.
                                                   ROSA CLEMENT, © 2009
_________________________________________________________
___________________________________________________
O PERU GLU-GLU

O NOSSO PERU GLU-GLU
VOA E CANTA MUITO ALTO,
QUANDO VÊ A MARILU.

FICA A FAZER PIRUETA,
PORQUE OUVIU CHORAR
A MENINA MARIETA.

BATE AS ASAS EM STRIF, STROF
VAI CORRENDO PRO PORTÃO
QUANDO CHEGA O SEU ONOFRE.

TODO FELIZ, FAZ FOLIA,
CATANDO MINHOQUINHAS
NO CANTEIRO DA TITIA.

VOA E NUMA PERNA SÓ,
QUER LIMPAR AS SUAS PENAS
NA CABEÇA DA VOVÓ.
                                           ROSA CLEMENT, © 2001

_____________________________________________________________________
_________________________________________
_____________________________________________
____________________________________________
___________________________________________
_________________________________________
____________________________________________________
________________________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário